Carregando...
JusBrasil - Notícias
18 de abril de 2014

Reajuste dos aposentados será de 5,7% em 2014

Publicado por Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (extraído pelo JusBrasil) - 7 meses atrás

LEIAM 4 NÃO LEIAM

Teto do INSS passará para R$ 4.396, 00. Aposentados vão pressionar o Congresso Nacional para aprovar emendas com reajuste maior. O valor máximo das aposentadorias e pensões do INSS (teto previdenciário) será de R$ 4.396, 00 em 2014. Isto porque o projeto de lei do Orçamento, enviado na última quinta-feira para aprovação no Congresso Nacional, prevê inflação de 5, 7%, índice que será aplicado no reajuste dos aposentados no mês de janeiro.

Já o salário mínimo passará para R$ 722, 90 no ano que vem, pois ele incorpora, dentro da valorização prevista pelo Governo Federal, também 50% do PIB do País, o que significa 0, 9% de acréscimo no reajuste.

Um aposentado, que ganha benefício do INSS de R$ 1 mil, terá reajuste de R$ 57, 00. Já as aposentadorias de R$ 2 mil, terão reajuste de R$ 114, 00. A previsão de inflação não é definitiva e pode sofrer alguma oscilação, o que mudaria os cálculos.

Entretanto, independente do que possa ocorrer, o deputado Arnaldo faria de Sá (PTB/ SP) disse na sexta-feira ao Diário do Litoral que vai apresentar uma emenda ao Orçamento, pedindo ao Governo que estenda também o mesmo índice do salário mínimo ao reajuste das aposentadorias do INSS.

Nossa intenção é forçar o Governo a dar, no mínimo o mesmo índice do salário mínimo, o que vai amenizar muito pouco as perdas da categoria, mas já será um passo, justificou o parlamentar, que será seguido em sua pretensão também pelo senador Paulo Paim (PT/RS).

Líderes de aposentados prometem também pressionar o Congresso Nacional em busca de um melhor reajuste. Nós vamos levar essa questão do reajuste ao ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, e aos representantes do Governo na reunião que teremos no próximo dia 12, pois temos que aproveitar este ano, que antecede as eleições para conseguirmos alguma coisa, pois para o ano que vem será muito difícil e teremos que ouvir sempre as mesmas desculpas, das quais estamos cansados, justificou Warley Martins, presidente da Confederação dos Aposentados e Pensionistas (Cobap).

Antônio Carlos Domingues da Costa, presidente da Associação Nacional dos Aposentados e Pensionistas (Anapi), cuja sede é em Santos, diz que o momento exato para se obter reajuste e outros benefícios é agora. Temos que aproveitar este ano, e assim mesmo está difícil, dependemos de muita luta e mobilização em Brasília, pois se não conseguirmos nada, vamos ter uma defasagem nas perdas dos benefícios cada vez maior nos próximos anos.

12 Comentários

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula.
Luiz Carranza Carranza

Considerando que até hoje o governo não possui um índice de recuperação da perda do valor do benefício, nada mais justo de se corrigir os benefícios com o mesmo percentual do "salário mínimo"!

7 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Valmir Afonso

Creio que além dessas propostas para se obter as perdas em decorrêcia desses reajustes anuais descabidos, o governo poderia também poderia levar em consideração os "aposentados por invalidez", pois esses não podem ter nenhuma outra atividade profissional para poder compensar o seu benefício, ou mesmo não cobrar tributos desses benefícios, situação esta que é concedida pelo governo federal para os "aposentados por anistia", que além de tudo ainda podem inclusive ter outras atividades profissionais, né Sr Luiz Inácio Lula da Silva.

4 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Telmo Pereira de Carvalho

É certo, absolutamente certo que, o governo tem, sim, dinheiro para pagar um reajuste justo para os aposentados; não só para os que recebem acima do salário mínimo mas, também para o próprio salário mínimo. Isto é ponto pacífico.
Ocorre que, a doutrina comunista que orienta o partido do governo tem como princípio trazer para baixo os ganhos dos que recebem mais nivelando-os ao salário mínimo. Desta forma haverá um momento em que, todos, todos mesmo, estaremos num mesmo nível econômico financeiro que nos levará sob o tacão das botas de um governo que, de democrático nada tem.
Por outro lado os líderes sindicais e de associações de aposentados se comportam como derrotistas quando afirmam que será difícil obter resultados satisfatórios em negociações com o governo ainda que, se considere 2014 um ano de eleições e, que este seria o ensejo para o governo "melhorar" nossos proventos.
Por que então, estes sindicatos e associações não esclarecem a grande massa de aposentados e pensionistas, principalmente aos que, à estes estão filiados, considerando a hipótese do governo ter uma esmagadora derrota nas urnas se a ele, faltarem nossos votos? Somos mais de vinte milhões de aposentados e pensionistas e, a grande maioria, eleitores.

4 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Elenita Nascimento

É inconcebível para nós brasileiros que contribuimos 35 anos das nossas vida para gerar riquezas ao nosso amado país, e, no momento da devolução através dos nossos benefícios nos surpreendemos e assistimos nosso esforço da vida inteira ser reduzido e corroído pela desvalorização e ganância dos que estão e continuam no topo da pirâmide. Está na hora de lutarmos para repartir o bolo de outra forma. Vamos nos organizar e mandar embora os que se dizem nossos representantes , mas que não fazem jus ao cargo que lhes foi confiado. Vamos VOTAR CERTOOOOO

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Mario Luiz Zuffo de Paula Machado

O Governo tem Plenas Condições de dar um reajuste os Beneficiários do INSS : “ Dentro dos Princípios da Dignidade Humana “, Se Não o Faz é Porque Não Quer Fazer Dinheiro Tem ; Pois a Previdência no Brasil Nuca Foi Deficitária .

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Jairo Silva

Fico bastante triste em lutar por 35 anos, ainda tendo que fazer o chamado "bico" a mais 3 anos para complementar o miserável retorno da contribuição previdenciaria. Além disso, fico preocupado, pois me parece que a idade avançada dos aposentados e pensionistas que tem que ir regularmente ao banco para comprovação de vida, faz com que as pessoas do poder ignorem nossa mentalidade, ignorem nossa capacidade de lutar e principalmente lutar nas urnas, fazendo com que todos os aposentados/ pensionistas, todos os familiares deles e todos os amigos criados ao longo do tempo, (olha que são muitos) sejam unidos ao ponto de dissolver de uma vez por toda essa palhaçada. Uma vida digna, após tanto trabalho é o que precisamos, com médicos, remédios, alimentação é o mínimo que precisamos oferecer aos que tanto trabalharam para o crescimento dessa linda pátría amada, onde poucos tem aquilo que muitos não tem.

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Juscelino Carlos

Não pretendo ganhar votos da comunidade. Só gostaria de lembrar a TODOS os aposentados que este ano de 2014 tem ELEIÇÃO. Já somos ESQUECIDOS pelo Governo. Então proponho esquecer de votar nas falsas promessas. Não precisamos ter medo de "NÃO" votar. Talves os políticos passem a lembrar dos que trabalharam 20, 30, 40 anos para perceberem ao final de suas vidas a "POLPUDA" soma da mísera aposentadoria. No dia das eleições, lembrem-se: Os Políticos não lembram de você aposentado. Abraços à Presidente Dilma pelo mísero reajuste aos aposentados....

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Eduardo Oliveira

Por acaso alguém sabe me informar qual o valor e o índice de reajuste dos benefícios dos políticos que "trabalharam duro (?)" por 8 anos e recebem aposentadoria como se tivessem contribuído por 35 anos? Como dizia o macaco naquele programa do Jô Soares: EU SÓ QUERIA ENTENDER!

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Wilson Vasconcelos

que vergonha para a COPA tem dinheiro para jogar até no lixo mais para os aposentados que levaram esse paiz nas costas não, eita governo nojento

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Francisco Rossi Neto

Esperamos que o governo de um aumento real para os aposentados, ao contrario vamos dar o troco nas proximas eleicoes, vamos mudar o governo.

3 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Marcio Nunes

Governo mediocre paga mixaria para as pessoas que deixaram o seu suor e a saúde dentro do Pais e manda bilhões para fora.......Salario desta cúpula aumento mais de 30% ao ano........

2 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar
Mario Valentini Pinto

Fiz um vasto comentário repudiando esse reajuste de 5,56%é irrisório e humilhante,reconstitui o vida do trabalhador desde a década de 60 até hoje.Lamento que,por não saber,desenvolvi o tema em letras maiúsculas em mais de 20% do conteúdo,peço desculpas.Estou chateado pois falei com o coração mas regra é regra.Em síntese o que se vê é que estamos sós,ainda bem que há a internet,os meios de comunicação e ação pessoal para protestarmos.Há uma esperança e uma luz no fundo do túnel,chama-se eleições.Vamos com tudo pessoal,votando em políticos que tenham espírito de justiça e repudiando pelas urnas estes que estão aí nos aviltando com decisões degradantes.

2 meses atrás Responder Reportar
Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula. Cancelar

ou

Disponível em: http://ibdp-direito-previdenciario.jusbrasil.com.br/noticias/100670655/reajuste-dos-aposentados-sera-de-5-7-em-2014